sexta-feira, 13 de maio de 2011

Dança das cadeiras Cooperativa

LEMBRAM QUE COMENTEI ANTREIORMENTE QUE IRIA PROPOR DIFERENTES OBJETIVOS  COM  ANTIGAS BRINCADEIRAS ?

QUARTA-FEIRA  FIZEMOS ESTA QUE TODOS A M A R A M !!!








Dados da Aula

O que o aluno poderá aprender com esta aula
1. Ampliar a percepção de si e do outro, em relação a comportamentos cooperativos e competitivos.
2. Exercitar a criatividade e o respeito mútuo.
3. Aprender que, no exercício de conviver, a cooperação é fundamental.
Duração das atividades
Duas ou mais aulas de 50 minutos.
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
Não serão necessários conhecimentos prévios.
Estratégias e recursos da aula
Momentos da aula:
1° Momento: O professor deverá iniciar a aula propondo aos alunos a brincadeira da “Dança das Cadeiras Cooperativas”, uma re-criação da brincadeira tradicional da Dança das Cadeiras. A grande novidade é que ninguém sai do jogo! Para brincar, professor e alunos deverão colocar em círculo um número de cadeiras menor que o número de alunos. Ao som de uma música bem animada, todos poderão dançar livremente, movimentando-se em todas as direções, explorando todo o espaço. Quando o professor interrompe a música, todos devem sentar nas cadeiras. Aqueles que não conseguirem, deverão descobrir uma forma de se sentar e aí vale a criatividade! (Professor, nesse momento, você poderá problematizar a questão do número de cadeiras inferior ao número de participantes do jogo e observar quais as estratégias que os alunos lançam mão para resolver o problema. Alguns alunos poderão apresentar um comportamento mais colaborativo, dividindo a sua cadeira com os outros colegas ou mesmo oferecendo o colo para eles se sentarem. Outros poderão ficar mais presos a padrões competitivos, com pressa para sentar, preocupados consigo mesmos, sem “perceber” os seus colegas). Em seguida, todos levantam e algumas cadeiras são retiradas. A música toca novamente e a dança continua. O objetivo é terminar o jogo com todos os alunos sentados em uma única cadeira. Isso é possível e muito divertido!
2° Momento: Terminado o jogo, o professor deverá propor aos alunos uma reflexão sobre este novo jeito de brincar, colocando algumas questões: Como foi para vocês participar da brincadeira? Como se sentiram? Do que mais gostaram? Do que não gostaram? Como se perceberam brincando: mais livres, soltos, colaborativos? Ou mais presos, preocupados, competitivos? Essa percepção se modificou ao longo do jogo? De alguma forma, esse modo de funcionar na brincadeira se parece com o seu jeito de ser na vida, com os colegas, os amigos e a família? O que puderam aprender sobre vocês e seus colegas com esse novo jeito de brincar? O professor deverá também propor que os alunos estabeleçam relações entre essa brincadeira e a forma convencional da “Dança das Cadeiras”, buscando as semelhanças e diferenças entre os objetivos do jogo nestas modalidades – competitiva e cooperativa. Deverá estimular os alunos a expressar os sentimentos inerentes a estas duas formas diferentes de brincar: sentimentos de inclusão (participação de todos) e exclusão (eliminação do jogo), de ganhar e perder, de prazer e desprazer e outros que o grupo sugerir.
RETIRADO DE: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=15672

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário